terça-feira, 8 de abril de 2014

Para as dores, um novo amor

Para as dores, um novo amor.
Desacreditada de que o cupido a pudesse acertar, foi que ela buscou meios de saciar seus desejos.
Num dia, um.
Noutro dia outro.

Assim ela vinha tentando ser/permanecer feliz. Mas será que era?
Como se arrepender de coisas tão deliciosas que fizera?
Não existe esse sentimento dentro dela.
Ela apenas vive, como escolheu viver.
Seria ruim agora, aparecer alguém?
Não.
Ela esta preparada. Sempre esteve e fará valer a pena cada segundo, como sempre foi, intensa.
Ela será pra sempre dele?
Só o tempo dirá.
Será que ele valer tanto a pena assim para prender uma alma tão desprendida?


2 comentários:

  1. Sempre se diz que para esquecer um grande amor, nada melhor do que ir ao encontro de outro, quem sabe maior amor ainda!
    Belas imagens...

    Beijo

    ResponderExcluir

Seja bem vindo, mas seja gentil. Comentários idiotas serão ignorados.